Event Notification para monitorar DeadLock


A algumas semanas tivemos a necessidade de substituir a forma que usávamos para monitorar Dead Lock por alguma coisa mais usual…

Antes o Dead Lock era gravado no errorlog e depois encaminhado por email para o time,,, isso não é usual já que fica colocando muita informação desnecessária no errorlog e depois de alguns restarts perde-se algum histórico…

Com isso, cheguei a conclusão,,, vamos usar o event notification….

A vantagem é ser muito menos intrusivo que uma trigger e bem mais fácil de trabalhar que o System_Health…

Qual a ideia:

  1. O Event Notification vai enviar um email para cada vez que o evento de DeadLock acontecer, neste email vai conter informação da base que sofreu o DeadLock, horário e o DeadLock Graphic.
  2. Vai gravar em uma tabela na base de administração do DBA informações como: data e hora, base, XML com o evento.

use master
go

/*você já deve ter uma base de administração, caso não tenha, crie uma e troque o nome*/

alter database BASE_DE_ADMINISTRACAO_DO_DBA set enable_broker with rollback immediate
go

alter database BASE_DE_ADMINISTRACAO_DO_DBA set TRUSTWORTHY on
go

use BASE_DE_ADMINISTRACAO_DO_DBA
go

/**criando a tabela de controle/

create TABLE [dbo].[SQLDeadlockEvents](
[EventRowID] [bigint] primary key IDENTITY(1,1) NOT NULL,
[EventType] [nvarchar](128) NOT NULL,
[AlertTime] [datetime] NULL,
[DeadlockGraph] [xml] NULL,
[DatabaseName] [sysname] null,
[AuditDate] [smalldatetime]
) ON [FG_Data_01]
with (data_compression = PAGE) --neste caso tenho EE se você usar SE comente esta linha
GO

/**Criando a fila do Broker/

CREATE QUEUE [DeadlockGraphQueue]
GO

/*Criando o serviço para a fila do Broker*/

CREATE SERVICE [DeadlockEventsService]
AUTHORIZATION [dbo]
ON QUEUE [dbo].[DeadLockGraphQueue]
([http://schemas.microsoft.com/SQL/Notifications/PostEventNotification])
GO

/*criando rota*/

CREATE ROUTE DeadlockGraphRoute
WITH SERVICE_NAME = 'DeadlockEventsService',
ADDRESS = 'LOCAL';
GO

/* Para ficar mais fácil ele vai criar o event notification com os dados dinamicamente, se não, eu teria que explicar que o guid altera, onde tem que pegar essa informação,,, era mais SQL para uma coisa que pode ser feita de forma dinâmica */

DECLARE @AuditServiceBrokerGuid [uniqueidentifier]
,@SQL [varchar](max);

-- broker guid do CaptureDeadlockGraph
SELECT @AuditServiceBrokerGuid = [service_broker_guid]
FROM [master].[sys].[databases]
WHERE [name] = 'BASE_DE_ADMINISTRACAO_DO_DBA'

SET @SQL = 'IF EXISTS (SELECT * FROM sys.server_event_notifications
WHERE name = ''DeadlockGraphEventNotification'')

DROP EVENT NOTIFICATION DeadlockGraphEventNotification ON SERVER

CREATE EVENT NOTIFICATION DeadlockGraphEventNotification
ON SERVER --aqui é o detalhe legal... servidor e não database
WITH fan_in
FOR DEADLOCK_GRAPH
TO SERVICE ''DeadlockEventsService'', '''
+ CAST(@AuditServiceBrokerGuid AS [varchar](50)) + ''';'
EXEC (@SQL)
GO

/*Para confirmar que foi criado,,, lembra que é nível servidor,,, por isso a consulta no [sys].[server_event_notifications] */

SELECT * FROM [sys].[server_event_notifications]
WHERE [name] = 'DeadlockGraphEventNotification';
GO

/* onde a mágica acontece.... */
create PROC [dbo].[usp_sCaptureDeadlockGraph]
AS BEGIN

SET NOCOUNT ON
SET CONCAT_NULL_YIELDS_NULL ON
SET ANSI_PADDING ON
SET ANSI_WARNINGS ON

DECLARE @SQLProcedureName [varchar](64)
SET @SQLProcedureName = 'usp_sCaptureDeadlockGraph'

BEGIN TRY

DECLARE @message_body [xml]
, @EventTime [datetime]
, @EventType [varchar](128)
, @message_type_name [nvarchar](256)
, @dialog [uniqueidentifier]

-- Endless loop
WHILE (1 = 1)
BEGIN
BEGIN TRANSACTION ;

-- Receive the next available message
WAITFOR (RECEIVE TOP(1)
@message_type_name = [message_type_name],
@message_body = [message_body],
@dialog = [conversation_handle]
FROM [dbo].[DeadlockGraphQueue]), TIMEOUT 2000

-- Rollback and exit if no messages were found
IF (@@ROWCOUNT = 0)
BEGIN
ROLLBACK TRANSACTION;
BREAK;
END;

-- End conversation of end dialog message
IF (@message_type_name = 'http://schemas.microsoft.com/SQL/ServiceBroker/EndDialog')
BEGIN
PRINT 'End Dialog received for dialog # ' + CAST(@dialog as [nvarchar](40));
END CONVERSATION @dialog;
END;

ELSE
BEGIN

SET @EventTime = CAST(CAST(@message_body.query('/EVENT_INSTANCE/PostTime/text()') AS [nvarchar](max)) AS [datetime])
SET @EventType = CAST(@message_body.query('/EVENT_INSTANCE/EventType/text()') AS [nvarchar](128))

INSERT INTO [dbo].[SQLDeadlockEvents] ([EventType], [AlertTime], [DeadlockGraph])
VALUES (@EventType, @EventTime, @message_body)
END

COMMIT TRANSACTION

DECLARE @MailSubject [nvarchar](256)
,@MailBody [nvarchar](max)
,@SQLQuery [nvarchar](max)
,@AttachedFileName [nvarchar](256)
,@EventDateTime [datetime]
,@EventID [int]
,@Counter [int]
,@dbname [sysname]

IF EXISTS (SELECT * FROM [tempdb].[dbo].[sysobjects]
WHERE name = '##ListDeadlocks' AND type in (N'U'))
DROP TABLE ##ListDeadlocks

CREATE TABLE ##ListDeadlocks
([EventRowID] [int]
,[AlertTime] [datetime]
,[DeadlockGraph] [xml]
,[DeadlockXml] [xml])

INSERT INTO ##ListDeadlocks
([EventRowID]
,[AlertTime]
,[DeadlockGraph]
,[DeadlockXml])
SELECT [EventRowID]
,[AlertTime]
,[DeadlockGraph].query('./EVENT_INSTANCE/TextData/deadlock-list')
,DeadlockGraph FROM [dbo].[SQLDeadlockEvents]
WHERE [EventRowID] = @@IDENTITY

select @dbname = db_name(DeadlockGraph.value( '(/deadlock-list//@dbid)[1]', 'int' ))
--db_name(DeadlockGraph.value( '(/EVENT_INSTANCE/TextData/deadlock-list//@dbid)[1]', 'int' ) )
FROM ##ListDeadlocks
--where [EventRowID] = SCOPE_IDENTITY()

update [dbo].[SQLDeadlockEvents]
set [DatabaseName] = @dbname
where [EventRowID] = (select [EventRowID] FROM ##ListDeadlocks )

SELECT @Counter = MIN(EventRowID)
FROM ##ListDeadlocks

WHILE @Counter IS NOT NULL
BEGIN

SELECT @EventDateTime = [AlertTime]
,@EventID = [EventRowID]
FROM ##ListDeadlocks
WHERE [EventRowID] = @Counter

SELECT @MailSubject = 'Um deadlock ocorreu em ' + cast(@dbname as [varchar](256)) --+' servidor: '
--+ CONVERT([varchar](128), SERVERPROPERTY('ServerName'))
,@MailBody = 'Deadlock EventRowID: ' + CAST(@EventID AS [varchar](12))
+ char(13) + char(13) + 'O deadlock ocorreu as '
+ CONVERT([varchar](50), @EventDateTime, 120)
+ ' no Servidor: ' + CONVERT([varchar](128), SERVERPROPERTY('ServerName'))+'.'+char(13) + char(13) + 'Verifique o anexo xdl-file para mais detalhes.'
+ char(13) + char(13) +'Para mais informações ou eventos anteriores consulte: SELECT * FROM BASE_DE_ADMINISTRACAO_DO_DBA.dbo.SQLDeadlockEvents WITH (NOLOCK)'
,@SQLQuery = 'SET NOCOUNT ON; SELECT [DeadlockGraph] FROM [##ListDeadlocks] WITH (READUNCOMMITTED) WHERE EventRowID = '
+ CAST(@EventID AS [varchar](10))
,@AttachedFileName = CONVERT([varchar](128), SERVERPROPERTY('ServerName')) + '_' + CAST(@EventID AS [varchar](12)) + '.xdl'

EXEC msdb.dbo.sp_send_dbmail
@recipients = 'email@dominio.com.br' -- troque o email aqui
,@subject = @MailSubject
,@body = @MailBody
,@query = @SQLQuery
,@attach_query_result_as_file = 1 ,@query_attachment_filename = @AttachedFileName -- http://support.microsoft.com/kb/924345
,@query_result_header = 0
,@query_result_width = 32767
,@query_no_truncate = 1

DELETE FROM ##ListDeadlocks
WHERE EventRowID = @Counter

SELECT @Counter = MIN(EventRowID)
FROM ##ListDeadlocks
end
END --End of loop

END TRY

BEGIN CATCH

SELECT ERROR_NUMBER()
,ERROR_SEVERITY()
,ERROR_STATE()
,ISNULL(ERROR_PROCEDURE(), @SQLProcedureName)
,ERROR_LINE()
,ERROR_MESSAGE()

END CATCH

END
GO

/*inicia a fila para começar a capturar os DeadLocks*/
ALTER QUEUE [dbo].[DeadlockGraphQueue]
WITH STATUS = ON
,ACTIVATION (PROCEDURE_NAME = [usp_sCaptureDeadlockGraph]
,STATUS = ON
,MAX_QUEUE_READERS = 1
,EXECUTE AS OWNER)
GO

Coisas que só o Powershell ISE faz por você


Tenho alguns clusters que estão em Multi-site, usando um Quorum em File Share para melhorar a disponibilidade.

Como o “Cluster Core” conta como voto na contagem do cluster, tenho preferencia na localização do recurso, já que todos os nós estão votando ele trabalha como voto de desempate.

Eu precisava monitorar um evento bem particular do cluster, quando o “Cluster Core Resource” alterasse de site ele deveria alarmar pelo SCOM, até ai tranquilo,,, faço um script no POSH o pessoal coloca para monitorar e pronto….


$API = new-object -comObject "MOM.ScriptAPI"
$bag = $api.CreatePropertyBag()
$resultado = (@(Get-ClusterGroup "Cluster Group" | Where-Object {$_.OwnerNode -like 'SERVIDOR*'}).count -eq 1)

if ($resultado -eq $true)
{
$bag.AddValue("State","Good")}
else
{
$bag.AddValue("State","Bad")}

$API.Return($bag)

Enquanto testava o script percebi que o Powershell ISE estava retornando mensagem de erro, fiquei revendo argumento, variável, comObject, mas não encontrei o erro…

Powershell ISE SCOM Script Error

Powershell ISE SCOM Script Error

Exception calling “Return” with “1” argument(s): “The handle is invalid. (Exception from HRESULT: 0x80070006 (E_HANDLE))”
At line:15 char:1
+ $API.Return($bag)
+ ~~~~~~~~~~~~~~~~~
+ CategoryInfo : NotSpecified: (:) [], MethodInvocationException
+ FullyQualifiedErrorId : ComMethodTargetInvocation

A solução é bem simples:

  • Salve o arquivo em script e execute ele… o ISE não consegue interpretar o retorno do comObject.

O retorno é alguma coisa como:

<DataItem type=”System.PropertyBagData” time=”2015-06-24T12:18:40.1270337-03:00″ sourceHealthServiceId=”68A1F050-F975-9EE7-E0F3-C2CDE3445FD3″><Property Name=”State” VariantType=”8″>Bad</Property></DataItem>

Gerar DACPAC usando Powershell v2


Para quem leu meu post anterior de Gerar DACPAC usando Powershell percebeu que é um código muito simples, passível de erros como:

  • digitar o nome do banco errado,
  • símbolos nos nomes dos bancos,
  • não escolher um local ou o nome do servidor ele gera erro no script…

coisas bem primárias…

Dessa vez fiz algumas melhorias,,, como:

  • Tela mais simpática
  • conecta no servidor de banco e lista as bases
  • multi seleção de bases
  • não deixa você continuar se não selecionar um destino e colocar o nome do servidor
  • Não fecha sozinho
  • deixa na tela do posh o código para, caso precise, você copie e execute novamente
  • coloca o mouse como ampulheta
  • abre o diretório de destino quando acaba a tarefa
  • e localiza o executável do gerador de dacpac,,, desde que esteja no C:\

Uma coisa muito importante, o código é livre para modificação, sinta-se a vontade de fazer qualquer modificação que queira,, se achar que sua versão ficou melhor, ou achou algum problema e corrigiu, mande o código, vamos melhorar,,,,

Existe um detalhe para rodar esta versão sem problemas,,, você precisa ter o Windows atualizado além do Windows Management Framework 4.0 e do .Net Frame Work 4.5.2.

gerador de dacpac v2


cls
$data = get-date -format "_yyyyMMdd"
$WindowTitle = "Gerador de DACPAC"
$LabelPath = "Caminho:"
$LabelServer = "Servidor:"

$aplicacao = (Get-ChildItem -Path "C:\Program Files (x86)\Microsoft SQL Server" -Include "SqlPackage.exe" -Recurse | % { $_.FullName } | Select-Object -First 1)

$x = @()

[void] [System.Reflection.Assembly]::LoadWithPartialName("System.Windows.Forms")
[void] [System.Reflection.Assembly]::LoadWithPartialName("System.Drawing")

$objForm = New-Object System.Windows.Forms.Form
$objForm.Text = $WindowTitle
$objForm.Size = New-Object System.Drawing.Size(290,270)
$objForm.StartPosition = "CenterScreen"
$objForm.FormBorderStyle = 'FixedSingle'

$objForm.KeyPreview = $True
$objForm.Add_KeyDown({if ($_.KeyCode -eq "Escape")
{$objForm.Close()}})

$OKButton = New-Object System.Windows.Forms.Button
$OKButton.Location = New-Object System.Drawing.Size(75,215)
$OKButton.Size = New-Object System.Drawing.Size(75,23)
$OKButton.Text = "OK"

$OKButton.Add_Click(
{$i=0
if ( $textbox2.Text -eq '' )
{

}

else
{
foreach ($objItem in $objListbox.SelectedItems)
{
#[System.Windows.Forms.Application]::UseWaitCursor=$true
$objForm.Cursor=[System.Windows.Forms.Cursors]::WaitCursor
$local = $textbox2.Text
$servidor = $textBoxServerName.Text
Write-Progress -Activity "Gerando DACPAC" -status "Gerando DACPAC para $objItem" -percentComplete ($i++ / ($objListbox.SelectedItems).Count*100)
$exec = ("'$aplicacao'" + " /a:Extract /ssn:"+$servidor +" /sdn:"+$objItem +" /tf:"+"'$local'"+"\"+$objItem+$data+".dacpac")
#$exec = (C:\"Program Files (x86)"\"Microsoft SQL Server"\110\DAC\bin\SqlPackage.exe /a:Extract /ssn:$servidor /sdn:$objItem /tf:$local\$objItem$data+.dacpac)
write-host $exec
Invoke-expression "& $exec"
#[System.Windows.Forms.Application]::UseWaitCursor=$false
$objForm.Cursor=[System.Windows.Forms.Cursors]::Default
}
#Invoke-Item "$local"
}
if ( $checkbox1.Checked -eq $true -and $textbox2.Text -ne '')
{
Invoke-Item "$local"
}

else
{

}

#$objForm.Close()
})

$objForm.Controls.Add($OKButton)

$CancelButton = New-Object System.Windows.Forms.Button
$CancelButton.Location = New-Object System.Drawing.Size(150,215)
$CancelButton.Size = New-Object System.Drawing.Size(75,23)
$CancelButton.Text = "Fechar"
$CancelButton.Add_Click({$objForm.Close()})
$objForm.Controls.Add($CancelButton)

# create your checkbox
$checkbox1 = new-object System.Windows.Forms.checkbox
$checkbox1.Location = new-object System.Drawing.Size(260,66)
$checkbox1.Size = new-object System.Drawing.Size(250,50)
$checkbox1.Checked = $true
$objForm.Controls.Add($checkbox1)

$objLabel = New-Object System.Windows.Forms.Label
$objLabel.Location = New-Object System.Drawing.Size(10,120)
$objLabel.Size = New-Object System.Drawing.Size(280,20)
$objLabel.Text = "Selecione a base que deseja extrair o DACPAC:"
$objForm.Controls.Add($objLabel)

$objListbox = New-Object System.Windows.Forms.Listbox
$objListbox.Location = New-Object System.Drawing.Size(10,140)
$objListbox.Size = New-Object System.Drawing.Size(260,20)
$objLabel2 = New-Object System.Windows.Forms.Label
$objLabel2.Location = New-Object System.Drawing.Size(10,10)
$objLabel2.Size = New-Object System.Drawing.Size(280,20)
$objLabel2.Text = "Servidor:"
$objForm.Controls.Add($objLabel2)

# Create textbox for the Server name
$textBoxServerName = New-Object System.Windows.Forms.TextBox
$textBoxServerName.DataBindings.DefaultDataSourceUpdateMode = 0
$textBoxServerName.Location = New-Object System.Drawing.Size(10,30)
$textBoxServerName.Name = "ServerName"
$textBoxServerName.Size = New-Object System.Drawing.Size(100,10)
$textBoxServerName.TabIndex = 0
$objForm.Controls.Add($textBoxServerName)
$objLabel2 = New-Object System.Windows.Forms.Label
$objLabel2.Location = New-Object System.Drawing.Size(10,60)
$objLabel2.Size = New-Object System.Drawing.Size(280,20)
$objLabel2.Text = "Destino:"
$objForm.Controls.Add($objLabel2)

# Create textbox used to file destination
$textBox2 = New-Object System.Windows.Forms.TextBox
$textBox2.DataBindings.DefaultDataSourceUpdateMode = 0
$textBox2.Location = New-Object System.Drawing.Size(10,80)
$textBox2.Name = "textBox2"
$textBox2.Size = New-Object System.Drawing.Size(150,10)
$textBox2.TabIndex = 0
$objForm.Controls.Add($textBox2)

$app = New-Object -ComObject Shell.Application
$destino_OnClick=
{
#TODO: Place custom script here

try {
$browseForFolderOptions = 0
if ($NoNewFolderButton) { $browseForFolderOptions += 512 }

$folder = $app.BrowseForFolder(0, $Message, $browseForFolderOptions, $InitialDirectory)
#if ($folder) { $selectedDirectory = $folder.Self.Path } else { $selectedDirectory = '' }
#[System.Runtime.Interopservices.Marshal]::ReleaseComObject($app) > $null
$textbox2.Text = $folder.Self.Path #$selectedDirectory #.FileName.ToString()

}
catch {
[System.Windows.Forms.MessageBox]::Show(
$_.Exception.Message,
"Error",
[System.Windows.Forms.MessageBoxButtons]::OK,
[System.Windows.Forms.MessageBoxIcon]::Error
)
}

}
$conectar_OnClick=
{
#TODO: Place custom script here

if ( $textBoxServerName.Text -eq '' )
{

}

else
{
$objForm.Cursor=[System.Windows.Forms.Cursors]::WaitCursor
$dataSource = $textBoxServerName.Text

$database = "master"
$connectionString = "Server=$dataSource;Database=$database;Integrated Security=True;"

$query = "select name from sys.databases where database_id > 4"

$connection = New-Object System.Data.SqlClient.SqlConnection
$connection.ConnectionString = $connectionString
$connection.Open()
$command = $connection.CreateCommand()
$command.CommandText = $query
$result = $command.ExecuteReader()
$table = new-object “System.Data.DataTable”
$table.Load($result)
#$table
$objListbox.datasource=$table.Item(0)
$connection.Close()
$objForm.Cursor=[System.Windows.Forms.Cursors]::Default

}

}

$conectar = New-Object System.Windows.Forms.Button
$conectar.Location = New-Object System.Drawing.Size(200,30)
$conectar.Size = New-Object System.Drawing.Size(60,20)
#$button2.TabIndex = 1
$conectar.Text = "Conectar"
$conectar.UseVisualStyleBackColor = $True
$conectar.add_Click($conectar_OnClick)
$objForm.Controls.Add($conectar)
$destino = New-Object System.Windows.Forms.Button
$destino.Location = New-Object System.Drawing.Size(200,80)
$destino.Size = New-Object System.Drawing.Size(50,20)
#$button2.TabIndex = 1
$destino.Text = "..."
$destino.UseVisualStyleBackColor = $True
$destino.add_Click($destino_OnClick)
$objForm.Controls.Add($destino)

$objListbox.SelectionMode = "MultiExtended"

$objListbox.Height = 70
$objForm.Controls.Add($objListbox)
$objForm.Topmost = $True

$objForm.Add_Shown({$objForm.Activate()})
[void] $objForm.ShowDialog()

$x

SQL Saturday #325 – São Paulo


E aí pessoal !!!

O conteúdo da palesta sobre backup parcial e restauração parcial e online está disponível.

O Slide está disponível para download ou visualização abaixo

O link para o download dos scripts e da apresentação está aqui.

Quero, novamente, agradecer pela oportunidade de ter palestrado no evento e agradecer a todos que tiveram paciência de assistir minha palestra.

O link para o acesso a agenda do evento é:

https://www.sqlsaturday.com/325/schedule.aspx

Snapshot


Esse script não tem nada de complexo, ele serve mais para ajudar a criar de uma forma dinâmica o SnapShot de uma base.

Montei ele para funcionar da forma mais genérica possível, para bases com 1 arquivo até bases com 1000 arquivos.

ele vai renomear a extensão dos arquivos e vai criá-los no mesmo local dos arquivos originais.

DECLARE @ExecStr nvarchar(max)
, @DB sysname
, @Name sysname
, @Physical_Name sysname

set @DB = '' --Base que terá o SnapShot criado

DECLARE FileListCursor CURSOR FAST_FORWARD FOR
SELECT Name
, Physical_Name
FROM sys.master_files
where database_id = DB_ID(@DB)
 and type <> 1

OPEN FileListCursor

FETCH NEXT FROM FileListCursor INTO @Name, @Physical_Name

SELECT @ExecStr = N'CREATE DATABASE ' + @DB + '_SS ' +
N' ON ( NAME = ''' + @Name + N''' , FILENAME = ''' + + replace(replace(@Physical_Name, '.mdf', '.ss'),'.ndf', '.ss') + + N''')
 '

FETCH NEXT FROM FileListCursor INTO @Name, @Physical_Name

WHILE @@FETCH_STATUS <> -1
BEGIN
 SELECT @ExecStr = @ExecStr + N', ( NAME = ''' + @Name
 + ''' , FILENAME = ''' + replace(replace(@Physical_Name, '.mdf', '.ss'),'.ndf', '.ss') + ''')
 '
 FETCH NEXT FROM FileListCursor INTO @Name, @Physical_Name
END

SELECT @ExecStr = @ExecStr + N' AS SNAPSHOT OF [' + @DB +']'

--exec (@ExecStr) --executa o TSQL
select (@ExecStr) --gera o TSQL para execuçao manual

DEALLOCATE FileListCursor
GO

Essa semana tive que usar esta solução para aquela feature meia boca (feita pela metade) do AlwaysOn no SQL 2012.

Quando o link ou o SQL do site primário apresenta problemas a base secundária cai junto,,, esse Always (nem sempre) On no 2012 tem esse problema que, em teoria, foi corrigido no 2014.

Como a migração de SQL está descartada, surgiram algumas alternativas mas o melhor cenário foi:

  • Criar uma base oca;
  • Criar sinônimos;
  • Criar SnapShot.

Agora tenho um Job que fica monitorando a DM do AlwaysOn e garante que os sinônimos da base oca estão apontando para a base que está sendo replicada. Quando ocorrer uma falha, ele gera um SnapShot dessa base e altera os sinônimos para a base SnapShot. E fica monitorando o ambiente para inverter a situação quando a base replicada for restabelecida.

Esse POG funciona… e por incrível que pareça é bem rápido… nos testes a criação do SnapShot da base com 4TB demorou 12 seg e a troca dos sinônimos foi instantânea.

 

T-SQL Tuesday #57 – SQL Family and community


Para este mês o anfitrião do T-SQL Tuesday #57 é o Sr. Jeffery Verheul  (B|T)TSQL2sDay

Quando começamos como DBA´s, começamos lendo alguns livros, vendo alguns materiais na internet, participando de alguns treinamentos, etc… No começo acaba sendo bem assim,,, simples,,,

Aí você se depara com algum problema um pouco mais complicado,,, ou precisa fazer uma feature mais específica funcionar,,, e começa a perceber que existem mais pessoas mundo a fora que também mexem com essa coisa de SQL…

Ai descobre os BLOG´s,  fóruns de discussão, a hash #SQLHelp e vê que existem não mais,,, mas muito mais pessoas interessadas nessa coisinha chamada SQL… que o mundo não é só você com seu banquinho, mas com uma infinidade de pessoas precisando de ajuda e muitas outras dispostas a ajudar…

Quando você achou que já sabia de tudo que podia existir no SQL sempre vem alguém com mais e mais informação ou melhor forma ou solução para coisas que talvez você nem tivesse ideia que poderia acontecer…

Quantas vezes você não passou a noite em claro tentando resolver problemas e depois de colocar a pergunta no Twitter com a hashtag #SQLHelp teve a resposta em menos de 5 min? vinda de um cara que está provavelmente na Nova Zelândia que uma vez já passou por esse problema e fez um post em um blog  qualquer com a solução?

Após um tempo você percebe que existem várias fomas de interação, Ex.:

  • SQL Saturday – palestras presenciais gratuitas,
  • 24h de SQL – 24 horas de palestras online gratuitas
  • WebCasts – 1h30 sobre um assunto específico
  • #SQLHelp – ajuda
  • SQLPASS – Principal evento presencial (pago) da comunidade, só tem feras…
  • Fórum – a forma mais básica de P/R
  • Sites e mais sites… – olha você aqui lendo no meu site… 😀

E o melhor de tudo, tirando o SQLPASS e o twitter, tudo em português! Não tem nem como reclamar…

Quer começar a fazer parte? acesse o SQLPass faça um cadastro e veja as comunidades que existem na sua região… é de graça…

Isso é comunidade, pessoas ajudando pessoas. Não para massagear egos, mas pelo grande prazer em criar um lugar melhor, fazer as coisas melhores.

PS: uma coisa muito importante: Seja educado e agradeça! Se alguém gastou tempo para te ajudar a resolver algum problema ou para te dar um rumo para alguma coisa o mínimo da sua parte é agradecer.

Contar VLF


Esse script é bem simples, ele vai acessar todas as bases da instância e vai contar quantos VLF´s existem em cada base.
Nada muito complexo.
Qual a importância disso? Muitos VLF´s podem acarretar em um restore muito lento, ou uma inicialização da base muito demorada.
Isso acontece, em muitos casos, por crescimento desordenado do transaction log (crescimento em porcentagem, ou em tamanhos pequenos).
Podemos colocar da seguinte forma: Falta de planejamento e atenção.
Quer saber mais sobre VLF? esse vídeo é bem legal.
Existe alguma forma de corrigir isso? Claro… Não é bonito…
Vamos fazer um quiz, coloquem um comentário com a maior quantidade de VLF´s que vocês tem no ambiente…


CREATE TABLE #temp (
 RecoveryUnitID VARCHAR(255) --essa coluna só existe a partir do 2012, comente esta linha se for executar do 2008r2 para traz
 , FileID VARCHAR(255)
 , FileSize VARCHAR(255)
 , StartOffset VARCHAR(255)
 , FSeqNo VARCHAR(255)
 , [Status] VARCHAR(255)
 , Parity VARCHAR(255)
 , CreateLSN VARCHAR(255)
 )

CREATE TABLE #DBCCResults (
 ServerName VARCHAR(255)
 , DBName VARCHAR(255)
 , VLF bigint
 )

EXEC master.dbo.sp_MSforeachdb
 @command1 = 'USE ? INSERT INTO #temp EXECUTE (''DBCC LOGINFO'')'
 , @command2 = 'INSERT INTO #DBCCResults SELECT @@SERVERNAME, ''?'', count(1) FROM #temp'
 , @command3 = 'TRUNCATE TABLE #temp'

 SELECT DISTINCT
 ServerName
 , DBName
 , VLF
 FROM #DBCCResults
 ORDER BY 3 DESC

 DROP TABLE #temp, #DBCCResults;