Review – Lenovo w520


Aproveitado a viagem para o SQLPASS 2011, encomendei no site da lenovo meu novo monstrinho… um ThinkPad w520,,,

Alguns de vocês devem estar pensando,,, “Lenovo?!?!? eca,,, zuado,,,,” e realmente, esteticamente falando ele é feio,,,

A principio eu queria comprar o AlienWare,,, mas haviam alguns empecilhos:

  1. Nas configurações que eu queria só tinha pelo site;
  2. Não entregam em hotel;
  3. Não aceitam cartão pré-pago.
  4. Cartão de crédito apenas com endereço no EUA;
  5. e o principal problema,,, a fonte de alimentação é apenas 220w

Isso dificultou a escolha dele…

Ai lembrei do Asus,,, não era a mesma coisa,,, mas o hardware era interessante,,, ai tinha alguns problemas…

  1. Não tem loja online;
  2. Tem que comprar através de revenda, nenhuma delas tinha a configuração que eu queria;
  3. Mesmos problemas com o cartão.

Tá lá mais um pra minha lista de difícil pra comprar…

Já meio chateado,,, olhei no site da HP e não achei nada de bom por lá,,, fui para o site do amazon já pensando em comprar um alienware menor, talvez um m11x,,,

Enquanto estava lendo os reviews das outras pessoas sobre o m17x, um deles comentou que trocou o dele por um lenovo w520 e que havia ficado feliz…

Fui pesquisar,,, eles faziam a configuração que eu queria,,, aceitavam pagamento através do amazon (e o amazon aceita o VTM), fazem entrega no hotel e mesmo com as modificações eles entregavam em um prazo bem aceitável…

O meu quitute ficou assim:

Processador Intel Core i7 2a. geração 2820QM
Memória 16GB 1033MHz (vai até 32GB)
Disco 2x 500GB RAID 1 Smiley triste
Monitor 15.6” 900p
Câmera onboard 720p
Rede 10/100/1000GB
Wireless G/N e Wimax
Resto HDMI, leitor de cartão, biometria, usb 3.0

A maquina é muito potente,,, estou fazendo uns testes rodando 4 maquinas virtuais com Windows 2008 R2, 1 com SQL Server 2012 (Denali), 1 com AD, 1 com Exchange server Std 2010 e a última com Sharepoint 2010 e ainda tenho recurso na maquina tranquilo,,,,

Claro que nem tudo são flores,,, eu gosto muito de achar problemas,,, e principalmente de reclamar…

As coisas que não gostei desse note:

  1. O teclado não ilumina, se você conhece a nova linha DELL Latitude ou até uns HP’s zuadinhos sabe que eles tem um sistema muito legal de iluminação do teclado, a luz vem por dentro da tecla. No w520 você pode habilitar um pequeno LED do lado da câmera, que por sinal não ajuda muita coisa e é feio d+.
  2. O teclado é muito bom, eles não usam aqueles plásticos lisos que ficam engordurados por qualquer coisa,,, mas o formato do teclado é ruim,,, mas é muito ruim,,, a falta do Ç até pode ser aceitável,, mas não tem o nem o 0  para primeira e primeiro é muita sacanagem,,, Não, não tem um esquema de pressionar o ALT da esquerda e alguma outra tecla,,,
  3. O tampão do monitor é de fibra de carbono, ótimo material,,, mas tem um grande arque-inimigo: os dedos. Qualquer colocada de mão na tampa fica uma mancha.
  4. Ele é pesado.
  5. A fonte de alimentação é enorme,,, quase do tamanho do Netbook da dona patroa…
  6. Ele tem um problema interessante,,, enquanto estávamos no evento, fiquei conversando com dona patroa através do skype. Em muitas conversas usei a webcam,,, em uma dessas conversas, percebemos que havia uma pequena mancha arredondada verde do lado direito superior da minha janela, ai percebi que o led verde, que indica a utilização da câmera interna, reflete no vidro de proteção na câmera,,, não é uma coisa que pode incomodar algumas pessoas, mas é um saco quando você repara nos detalhes…
  7. Tem a cara de um IBM,,, é feio,, muito feio,,,

Acho que de todos esses empecilhos os que mais me incomodam são a luz do teclado e o layout do teclado,,,

Tirando todos esses detalhes chatos, gostei do note. É um bom hardware,,, ele tem que durar 6 anos como seu antecessor o Acer Aspire 5050.

AAhh,, como pedi com 2 HD’s tive que comprar uma unidade externa para leitura de mídia,,, já que o segundo HD vai no slot da unidade de DVD.

29/05/2012 – Atualização

Fiz um upgrade nesse pequeno monstro… Troquei o disco 0 de um 500GB a 7500 rpm por um SSD de 120GB da OWC…

Ta certo que perdir um RAID 0 com quase 970GB,,, mas valeu pela velocidade,,, agora são 120GB para o SO e o outro HD ainda está na unidade de DVD tem 500GB,,, da pro gasto….

Antes:

c

E agora:

ssd

Quem pode fazer o que?


Administro um ambiente que tem +/- 120 usuários de SQL,,, e dentro de uma das bases do ambiente tem uns 70 usuários, com permissões diferentes em objetos diferentes…

Eu precisava de algum script para mapear aquelas peculiaridades de alguém ter permissão de execute em uma proc,,, e select em outra tabela,,, ou quando alguém tem deny em uma view… mais por questão de documentação e ter uma baseline quando alguém faz alguma alteração de proc apagando e criando ao invés de dar alter com isso perdendo as permissões…

ai saiu um scrip mais ou menos assim:

SELECT
prmssn.permission_name AS [Permission],
sp.type_desc,
sp.name,
grantor_principal.name AS [Grantor],
grantee_principal.name AS [Grantee]
FROM
sys.all_objects AS sp
INNER JOIN sys.database_permissions AS prmssn ON prmssn.major_id=sp.object_id AND prmssn.minor_id=0 AND prmssn.class=1
INNER JOIN sys.database_principals AS grantor_principal ON grantor_principal.principal_id = prmssn.grantor_principal_id
INNER JOIN sys.database_principals AS grantee_principal ON grantee_principal.principal_id = prmssn.grantee_principal_id
WHERE
(SCHEMA_NAME(sp.schema_id)='dbo')
ORDER BY sp.type
go

ATUALIZAÇÃO – 06/12/2011

Existe também o sp_helprotect, ele faz basicamente a mesma coisa que o script acima. Você pode colocar o objeto na frente da proc e vai ter a lista de usuários com permissão naquele objeto, ou, apenas executar a proc e ela vai trazer a lista de permissões de todos os usuários em todos os objetos.

SQLPASS – Keynote D2


08h10 – Hoje é o kilt day,,,,

08h18 – Hoje tem um monte de agradecimento para as pessoas que ajudam o evento a ser realizado

08h25 – O Pessoal apresentou um vídeo sobre as qualidades mais interessante para as pessoas sobre o sql,,, muitas das pessoas são de instituições bancárias,,,,

08h30 – O VP está falando sobre as novidades do SQL Server 2012, começou falando sobre as novidades de alta disponibilidade, que por sinal realmente é bem interessante

Agora o VP da MSC está falando sobre a utilização deles do SQL, comentando a necessidades deles de nunca poder parar de acessar os dados.

08h40 – O pessoal esta mostrando como configurar o modo Always-On do SQL 2012,,, isso é simplesmente muito bom,,,,

08h53 – Até que enfim alguém está fazendo exemplos sem usar Excel,,, e pra ajudar a mina vira e manda uma: “Da pra fazer pelo GUI, mas sou da velha guarda, então olhem o código aqui,,,”

09h00 – Agora vamos ver o appliance com SQL,,, um hardware tunado para rodar banco,,,, só banco,,,, e mais nada além de banco,,,, isso é um sonho? SQL Server Parallel Data warehouse,,,, agora não é só HP,,, a DELL também tem hardware pra isso,,, é uma pena que isso, se um dia chegar ao Brasil, vai ser muito caro,,,,

09h16 – Anuncio do driver de ODBC para linux,,,, já que tem um monte de gente desenvolvendo para linux, pelo menos acessem uma base decente sem usar a droga do jdbc,,,

09h30 – trouxemos a chuva para Seattle,,, afinal,,, muito SQL Azure  da nisso,,,,

09h40 – O pessoal anunciou que o SQL Azure vai aceitar bases até 150gb,,, e em qualquer collation,,, vamos ver se ele começa a fazer alguma sombra no Brasil,,,

SQLPASS – Chegamos no esquema


11/10/11 – Fizemos o checkin do evento,,, como começo a ficar de costume, nos meus brindes veio faltando alguma coisa,,, no voo foi o fone de ouvido,,, daqui foi a cordinha para o crachá.

12/10/11 – Chegamos no evento,,, um monte de gente,,, já na escada rolante escuramos alguns brasileiros,,,

08h13 – muita gente no salão para o keynote,,, esse pessoal é muito estranho,,, só sabem falar inglês,,, q coisa chata,,, uahuahauhauha e nada de começar….

08h17 – começa com um video de pessoas falando sobre o significado do evento,,,

08h19 – apareceu o presidente do SQLPASS (Rushabh Mehta),,, ele está falando sobre a comunidade,,, mostrando quem faz parte do border,,, ele disse que o twitter está acima da capacidade,,, alguém precisa dizer pra ele que o wireless daqui não está aguentando a quantidade de gente,,,

08h27 – 189 seções, 204 palestrantes,,, e muita gente,,, no folheto dentro da mala mostra onde estão as salas interessantes,,, e qual o nível do treinamento,,,,

08h36 – basicamente uma explicação do evento,,, até que foi legal…

08h37 – Agora o Sr. vice presidente de produtos MS, Ted Kummert,,,

08h39 – The New World of Data, Ted Kummert está falando sobre que a menina dos olhos é Cloud,,, até aí,,, qual a novidade?,,

08h42 – 400k horas, 79k membros, 300 mvps,,, é coisa de gente grande,,,,

08h45 – Ted Kummert, está falando sobre os 3 pilares do SQL Server Denali.

08h50 – Agora o SQL Server Denali tem um nome oficial,,, SQL Server 2012 (esse pessoal é muito criativo,,,) e pelo que ele disse vai ser lançado no começo do ano que vem (isso vai ser uma grande novidade)

08h57 – Vamos ter outra versão do Azure até o final do ano,,, com novos tipos de dados….

09h07 – Denny Lee está demonstrando algumas novas consultas usando como exemplo o excel…

09h13 – Agora tem um pouco de SQL Azure labs…. vamos ver que zona vai sair disso,,,

09h18 – Mais exemplos com excel,,,, nós já sabemos que podemos extrair muitos dados, gerar relatórios e fazer uma festa com o excel acessando SQL,,, mas poxa, não viemos até aqui pra brincar com Excel,,, quero ver SQL,,,

09h26 – Agora pra que estudar para BI? qualquer criança que conheça um pouquinho de excel vai conseguir fazer qualquer coisa com acesso aos dados,,, até que não é ruim,,, o problema é que essa liberdade para o usuário, que na maior parte das vezes toma piau pra conseguir mandar um email, pode gerar mais dificuldades do que facilidades… O usuário tem que aprender a saber o que quer antes de ter a liberdade de acessar o que ele quer,,,, sem treinamento isso pode se tornar mais em problema do que liberdade,,,

09h37 – Amir Nets faz umas apresentações muito boas…. as apresentações de BI dele são muito boas…

09h55 bem no final da apresentação do Amir Netz, o tablet não consegue conectar na internet,,, e para tora a apresentação,,, uhauhauhaua, vir em uma apresentação com produtos MS e ela não ter problema? não tem graça,,,

09h57 – fim do keynote,,, agora vamos ver as outras coisas,,,

Um bom programa para quebra galho


Estava revirando uns arquivos no meu HD externo e achei um programa muito legal para

conexão ODBC.

Antes de falar do programa,,, a historinha…

Conheci uma vez uma empresa que o pessoal não deixava acessar o servidor com SQL por TS nem SSMS,,,

Perguntei pra eles como eu iria ajudar a identificar os problemas se não podia fazer muita coisa… me explicaram que era política da empresa, eu poderia acessar de qualquer outra forma, mas não poderia conectar meu note da rede nem instalar qualquer aplicativo na estação…

Foi com essa necessidade que conheci o ODBC QueryTool,,, ele é um programinha bem legal… de graça e funciona sem precisar instalar nada…

1_app

Você pode usar uma conexão existente de ODBC ou criar uma na hora…

2_connect

Como um quebra-galho para esse tipo de situação,,, acho que ele server para dar uma ajuda…

3_query

Você pode usar ele também para testar as conexões das estações cliente, com as restrições de usuário, restrições do SQL,,,

configurando o ODBC com as devidas informações, eu mostrei para um cliente como a aplicação iria se comportar com o fail-over das bases mirror.

Você pode baixar no site do SourceForge, ou no meu Skydrive, esse é um dos programas que vale a pena ter no pendrive.

T-SQL Tuesday #23 – Joins


Para o pessoal não ficar corrido entre escrever uns posts meia boca e se preocupar com os preparativos para o SQLPASS, o pessoal resolveu dar uma adiantada no T-SQL Tuesday desse mês,,,

Este mês ele é hospedado por Stuart Ainsworth (Blog | Twitter) e fala sobre joins..

Quer saber mais sobre Joins?

Vamos lá,,,

meu exemplo é bem simples,,, mostra os waits que estão acontecendo no SQL…

select
w.session_id,
w.wait_duration_ms,
w.wait_type,
w.blocking_session_id,
w.resource_description,
s.program_name,
t.text,
t.dbid,
s.cpu_time,
s.memory_usage
from sys.dm_os_waiting_tasks w
inner join sys.dm_exec_sessions s on
w.session_id = s.session_id
inner join sys.dm_exec_requests r on
s.session_id = r.session_id
outer apply sys.dm_exec_sql_text (r.sql_handle) t
where s.is_user_process = 1

Ele vai tentar associar a requisição ao wait.