Vamos estressar memória


Vamos estressar um pouco de memória?

Seguindo a mesma idéia do post anterior, esse script em powershell server para estressar memória, gerando alocação em variável de letras ‘a’ em blocos de 128MB.

Dependendo da sua configuração, isso pode gerar grande stress de disco na unidade onde o page file está alocado…


$mem_total =[int](
Get-WMIObject -class Win32_PhysicalMemory |
Measure-Object -Property capacity -Sum |
ForEach-Object {[math]::round(($_.Sum / 1GB - 2),2)}) #memoria total da maquina –2GB
$mem_stress = @()
$mem_loop = $mem_total * 8 #multiplica pq o tamanho da alocacao e 128mb
$i = 0
while ($i -le $mem_loop)
{

$mem_stress + ("a" * 128MB)
Start-Sleep -s 1
write-host $i
$i++
}

Basicamente não precisa deixar rodar até o final,,, apenas comece e pare a execução,,,

na pior das situações você terá que finalizar o processo do powershell pelo gerenciador de tarefas,,,

sempre lembrando,,, quer emoção? faça em produção,,,, depois não reclama se alguém brigar com você… Smiley piscando

Vamos estressar processador


Estava eu,,, feliz e sorridente,,, serelepe…. fazendo minhas monitorações… e o pessoal chegou com uma nova maquina para substituir um hardware antigo de SQL…

o pessoal tinha acabado de instalar o W2k8 R2 e pediu para eu testar o processador,, só pra saber se a maquina estava bem e se ela esquentava muito…

horas,,, por que não? claro… vamos brincar….

ForEach ($Numero in 1..64){ #altera para a quantidade de núcleos de processador, ou na dúvida multiplica por 2 da quantidade total
start-job -ScriptBlock{
$resultado = 1; foreach ($numero in 1..2147483647) {$resultado = $resultado * $numero}
}
}
Start-Sleep -s 5 #quantidade de tempo, em segundos, da duração do teste
get-job | stop-job

se você abrir o gerenciador de tarefas vai perceber que aparecerão diversos processos do PowerShell e eles vão começar a consumir processador….
Se tudo der certo, após o tempo que você determinou, ele deve parar de executar,,, mas caso aconteça algum problema, comece a matar os processos…

vale o lembrete… Não faça isso em produção… a não ser que você queira emoção…

Converter a instalação x86 em x64 do SQL 2008R2/2012


pinoquioAcho que uma das piores coisas é chegar em um cliente e ver que ele tem recurso de Hardware mas alguém fez a infelicidade de instalar o SQL x86 ao invés de instalar a opção x64…

Isso porque o cara tem que escolher explicitamente a instalação x86,,,

Aí você pergunta para o infeliz o motivo da escolha e ele responde que ou não sabe a diferença, ou que como o sistema dele é todo x86 ele instalou o banco desta forma para manter compatibilidade…

bom,,, não importa qual a desculpa,,, tem uma forma de alterar a instalação feita e converter o executável do serviço de x86 para x64,,,

para SER BEM CLARO não faça isso no seu ambiente de produção SEM TESTAR antes,,, é por sua total conta e risco…

vamos usar o powershell para executar uma chave encriptada,,, essa chave vai alterar algumas informações de chaves de registro que o executável do serviço do SQL utiliza para carregar os binários para o SQLOS .

$Key = (1..16)
$chave = ('76492d1116743f0423413b16050a5345MgB8ADYANwBTAEIAegBrADQASwBQAFEAKwBjAEUAMABaAE0AdgBiAFIARABMAEEAPQA9AHwANwAyADIANQBkADMANABjADUAYQAwAGUAMgAxADEAYQA1AGQAYQAyADIANAAwADYAYwAyADIAMQAwADIAZQA5AGMAOAA2ADAAZgA0ADIAOABlAGIAYwBlADEAYQA1AGIAZQBhADcAYgA5ADEAZAA3AGIAYQA4ADQAYwA3ADMAYQA=')
$chave1 = convertto-securestring $chave -key $key
Start-Sleep -s 5
$a = new-object -comobject wscript.shell
$b = $a.popup([Runtime.InteropServices.Marshal]::PtrToStringAuto([Runtime.InteropServices.Marshal]::SecureStringToBSTR($chave1)),0,”Conversao de x32 para x64”,1)
(new-object -com SAPI.SpVoice).speak($chave1)

Boas modificações !!!