Gerar DACPAC versão c#


Já faz um tempo desde a versão em powershell do gerador de DacPac,,, visto alguns bugs e limitações que alguém poderia ter em utilizá-lo resolvi montar uma versão mais adaptável do App.

Essa versão foi feita em Visual Studio 2013 e usa C#, o fonte ficará disponível no github (assim que conseguir fazer upload) e aqui junto com a versão compilada e com instalador e fonte.

Essa versão utiliza .Net Framework 4 e está o mais enxuta possível (pelo meu nível de conhecimento em programação)

O instalador gera um atalho na área de trabalho e uma entrada no “adicionar/remover programas”.

dacpac c

  • Bugs conhecidos:
  1. Ele não aceita utilizar um diretório que possua espaço no nome, pelo que consegui entender na exceção a culpa não é da forma que eu estou chamando o app para a extração mas do próprio extrator.
  2. Se clicar 2x na caixa de texto onde está a localização do SqlPackage ele vai exibir um diretório padrão onde deve estar o executável, se você não selecionar o arquivo e clicar em cancelar ou ok, a caixa de texto vai ser preenchida pelo SqlPackage.exe sem o path completo, o que vai gerar um erro na execução da extração.

Se alguém se interessar em usar, gostaria de feedbacks sobre o app.

ATUALIZAÇÃO !!!

Adicionei o projeto ao GitHub, quem quiser ajudar ou alterar o projeto pode acessar o endereço https://github.com/bigleka/SQL-Server-Gerador-de-DACPAC

 

Anúncios

The Log scan in database model is not valid


Um pouco da história antes….

Dia 08/12/2011 choveu muito aqui em sampa,,, tivemos problemas com a elétrica aqui no prédio, ocasionando diversas quedas de energia,,,

Tenho instalado no desktop um SQL Server 2008 R2 Express, onde tenho algumas bases para testes,, até ai nenhuma novidade,,,

Quando cheguei no dia seguinte (09/12/2011) percebi que um sistema que uso para testar algumas bases não estava funcionando,,, a mensagem era simples: “Não consigo acessar o SQL”

Tentei iniciar o serviço do SQL e, claro, não consegui,,, Acessei os eventos do sistema e achei a seguinte mensagem:

event model

Interessante,,, o transaction log do model foi corrompido… isso é legal…

Iniciei o SQL em modo de segurança e rodei um DBCC CHECKDB, não fez diferença…

Como a base Model não é uma das bases mais vitais do SQL e eu não tenho backup dela,,, fui no diretório de Templates e copiei a base de lá para o diretório onde estava a base de “produção”. Iniciei o SQL e ele carregou sem problemas….

templates

Lembrando que, não é porque existem outras bases de sistema por aqui que você pode sobre-escrever a Master ou a MSDB…

Aí vem uma pergunta,,, por que o SQL não subiu com a base em suspect ou offiline? ou qualquer outro aviso? simples… a base Model, por mais simples que seja serve como base para criar o TempDB,,, sem ela,, o SQL não consegue criar o mínimo para o TempDB… eu consegui iniciar o SQL em modo de segurança porque usei a traceflag 3609 onde ele não recriou o tempdb…

1807


Atualmente meu notebook (também conhecido como desktop porque a bateria já era) não tem muita capacidade de suportar alguns testes,,, (Acer Aspire 5050 – AMD Turion 1 core, 1.9GB RAM, 35GB HD),,,

Então tentei fazer uma coisa interessante,,,, criar um banco e apontar os arquivos para meu storage (QNAP TS-110),,,

Tenho 2 instâncias de SQL instaladas nesse note, 1 SQL Server 2008 R2 e 1 SQL Server 2005.

Claro que no 2008 R2 funcionou e no 2005 não…

yep2008

nop

Ai lembrei que para o SQL 2005 (e para o 2008 sem ser R2) criar uma base em local UNC eu precisava habilitar a trace flag 1807. Feito isso conseguir criar a base sem problema.

yep

Achei interessante relembrar isso, pois vai que uma hora qualquer alguém precisa, ou para fazer um LAB ou por falta de espaço (meu caso) você sempre tem uma alternativa… e muita gente nem lembra dessa possibilidade…

TOP 5 – Ferramentas grátis


ATUALIZAÇÃO !!! – 20/09/2012

Esse post é para falar de ferramentas gratuitas,,, é com muito pesar que estou retirando o SSMS Tools Pack do primeiro lugar, a partir da versão 2.5.0.0 ele deixou de ser de graça, logo, vai contra o intuito do post…

Estou substituindo pela ferramenta SSMSBoost

Tem gente que gosta de fazer as coisas na marra,,, sem ajuda de nada,,, script de baixo de script,,, Isso é muito legal, tem muita coisa que só se resolve assim,,,

O importante é conhecer o que o mercado oferece quando você quer “uma ajuda” ou pra realmente facilitar o dia a dia,,,

O meu TOP 5 de ferramentas gratuitas são:

  1. Pra quem gosta de trabalhar com o SSMS, um add-on bem legal é o SSMS Tools Pack desenvolvido por Mladen Prajdić. Ele adiciona algumas funções bem legais como: histórico, snippets, gerador de código… Acho uma ferramenta pequena e legal… Uma ferramenta muito interessante para adicionar funcionalidades ao SSMS é o SSMSBoost ele adicionar recursos muito bons como snippets, localizador de objetos, alterador de barra de titulo e uma coisa bem legal que é o cadastro de conexão onde você pode colocar alerta de ambiente de produção,,, ai ele avisa, dependendo do comando que você precisa prestar atenção antes de dar um truncate table por exemplo…. Ele é de graça, mas naquelas, você precisa reinstalar ele a cada 45 dias (não é trial, é só uma coisa chata que o desenvolvedor colocou),,,
  2. Quem nunca passou raiva com o gerador de plano de execução do SSMS que drop um banco?,,, Se você usar o SQL Sentry Plan Explorer pelo menos uma vez, não vai querer deixar de usar,,, ele mostra de uma forma fácil de entender qual parte do plano estásendo mais custoso para a operação… fora outras coisas legais…
  3. Não pode faltar de jeito nenhum o Who is Active desenvolvido por Adam Machanic e por falar nele, existe um add-on da Schema Solutionsque adiciona uma interface gráfica para a execução de procedure.
  4. Na primeira vez que vi essa ferramenta não achei que seria tão útil, mas o SQL Trace Analyzeré bem interessante. Ele analisa o Profiler capturado em arquivo ou banco e gera um relatório consolidado mostrando o impacto, tempo, processamento, IO, etc.. E de brinde ele instala um monitorador de Locks/Blocks. O problema dessa ferramenta é a parafernália que ele instala, mas você pode remover o resto das coisas e ficar só com o programa principal.
  5. E não podia faltar alguma forma de monitorar o que acontece com o banco,,, para isso achei o IgniteFree, uma ferramenta muito simples de configurar e com muita informação relevante. Claro que a versão Trial/Full tem mais opções, mas mesmo na versão free é uma ótima ferramenta. Ela é leve, não ocupa muito espaço, não gera pressão na máquina que está sendo monitorada e de quebra ainda consegue monitorar uns Oracles que você tenha perdido no ambiente…

Alguns comandos DBCC (não documentos)


ATENÇÃO: apenas para constar que NÃO me responsabilizo se você testar isso em seu ambiente e apresentar problemas

Vamos pelo básico,,,

Para listar os comandos DBCC: DBCC HELP(‘?’)

Para uma ajuda mais específica sobre um comando: DBCC HELP(‘SQLPERF’)

Bom,,, agora vem a parte divertida,,,

Para exibir os não documentados você precisa habilitar um TRACEON: DBCC TRACEON(2588) — O 2588 é para 2005 e 2008, para 7 e 2000 é 2520

Depois de habilitar o traceon execute um: DBCC HELP(‘?’) WITH NO_INFOMSGS

Agora vem um esquema camarada legal,,, Continuar lendo

Uma pequena coleção de comandos DBCC


Existe um número bem legal de comandos DBCC que não fazem nada de mais a não ser checar consistencia no banco de dados. Eu coloque alguns no script abaixo. O primeiro comando é o único considerado mais “perigoso”, isso causará um grande stress no sistema de I/O enquanto efetua a limpesa do cache. Dependendo do workload, isso pode levar alguns minutos, e durante o processo ele pode impactar a performance.

-- A Small Collection of Useful DBCC Commands
-- Glenn Berry
-- August 2010
-- http://glennberrysqlperformance.spaces.live.com/
-- Twitter: GlennAlanBerry

-- Clears out contents of buffer cache
-- Use caution before doing this on a production system!
DBCC DROPCLEANBUFFERS;

-- Clears procedure cache on entire Continuar lendo