Os números de 2014


Os duendes de estatísticas do WordPress.com prepararam um relatório para o ano de 2014 deste blog.

Aqui está um resumo:

A sala de concertos em Sydney, Opera House tem lugar para 2.700 pessoas. Este blog foi visto por cerca de 11.000 vezes em Se fosse um show na Opera House, levaria cerca de 4 shows lotados para que muitas pessoas pudessem vê-lo.

Clique aqui para ver o relatório completo

Anúncios

2013 in review


The WordPress.com stats helper monkeys prepared a 2013 annual report for this blog.

Here’s an excerpt:

The concert hall at the Sydney Opera House holds 2,700 people. This blog was viewed about 11,000 times in 2013. If it were a concert at Sydney Opera House, it would take about 4 sold-out performances for that many people to see it.

Click here to see the complete report.

T-SQL Tuesday #19 – Disasters & Recovery


E ai? Blz? Neste mês para o T-SQL Tuesday o tema escolhido pelo Sr. (blog | twitter) foi Desastre & Recover…. Que tema chato,,, hehehe,,,

Muitas pessoas – administradores de rede, gerentes, desenvolvedores, dba´s acidentais, etc. – acham que banco de dados é a coisa mais simples do mundo, só serve pra guardar alguma informação e que aquilo vai fica sempre por lá. Esse pessoal não entende que se tem gente que é especialista em administrar banco de dados é porque por algum motivo obscuro isso é importante.

Muitos não dão valor ao trabalho do Administrador de banco até perder alguma coisa, uma boa galera acha que para manter um banco qualquer pessoa consegue, afinal, não tem muito trabalho pra fazer,,,

Ainda bem que existe esse tipo de gente,,, é ainda mais legal quando alguém me liga no meio da madrugada com aquela voz desesperada pedindo ajuda porque o servidor do banco (que era o mesmo do AD, Exchange, FileServer, DHCP) foi pro espaço e eles não estão conseguindo mais recuperar as coisas…

Muitas vezes vejo o pessoal falando sobre seus planos de backup, que contemplam X ou Y e blá blá blá,,, Mas quando pergunto qual o seu plano de recovery o pessoal olha torto e me mostra o plano de backup…

Pessoal,,,, entendam uma coisa,,,, plano de backup é bonito pra não passar feio na frente da diretoria,,, mas ter plano de recovery é o que realmente importa…

Uma coisa que pergunto pro pessoal é: “O quanto de dados você está disposto a perder?”, claro que quase sempre tenho a mesma resposta, ninguém quer perder nada,,,

Hoje em dia existem várias formas de se prevenir quando a perda de informação:

  • Backup
  • Cluster
  • Mirror
  • Log shipping
  • Replicação
  • Etc.

Claro que cada uma delas tem seus custos,,,

Manter os dados acessíveis é importante isso é disponibilidade,,, mas,,, e quando a casa caiu? Alguém aplicou alguma mudança no ambiente e apagou um monte de registro que não deveria? O storage deu rebuild da LUN e apagou todos os seus discos,,, o Windows deu tela azul…

Iai? É nessa hora que você vai descobrir que seu robô de backup não consegue ler as fitas,,, ou que o software de backup não fazia backup justamente daquela unidade ou base que você precisa… ou mais legal, quase todo o dia você cancelava a rotina de backup porque ela entrava no horário de produção, ai não fazia backup das principais bases…

Neste caso,,, parabéns !!! troca de cidade, apaga essa empresa do currículo, sai correndo,,,

Plano de desastre & recovery é igual a seguro de carro,,, você faz pra não usar,,, mas quando precisa e ele falha o que faz? Chora? Troca?

A pior coisa que pode acontecer em um momento de crise é o pânico. Mantenha a calma, com certeza vão ter pessoas desesperadas correndo que nem baratas tontas tentando qualquer coisa que lembrar ou encontrar na internet.

Lembre-se: você tem que ser assertivo, se você fez a lição de casa não existe situação que não pode ser contornada.

Seu supervisor/gerente/diretor tem que ter maturidade de segurar todas as buchas enquanto você se foca em colocar em ação o plano de desastre.

Uma dica, noticia ruim se dá na hora. Perdeu? Perdeu,,, não da pra recuperar? Já era? Avisa logo…

Migração do blog


Estou migrando meu blog para o wordpress por questões de recursos,,, a versão anterior é legal, mas o projeto foi descartado pelo desenvolvedor em 2005.
Como o código é em italiano, isso não ajuda em tentar entender algumas coisas,,,
Já o wordpress tem algumas facilidades bem interessantes,,, integra como o Windows Live Writer, android, iphone,,,, 😀
É possível acessar pelo mobile e ele tem uma interface específica pra ele,,, muito legal…
Vamos testando e se não der certo volto pra versão antiga…