Usar o xp_logininfo


Em alguns casos nos deparamos com logins estranhos nos servidores SQL.

Uma coisa que deixa qualquer DBA feliz da vida (#SQN) é encontrar um grupo de Windows dentro com permissões dentro do SQL, mais sexy ainda quando esse grupo esta na role de SysAdmin…

Em todo o caso, o DBA nem sempre tem acesso a administração do AD para saber quem, quantos, quais, porque, são os usuários do grupo do Windows e tem que perguntar para alguém de administração do SO para ter esta informação.

O que nem todo DBA sabe, é que existe uma Stored Procedure, que vem desde o SQL 2000, pode ajudar a descobrir esta informação…

Ex. 1 Todos os usuários de um grupo:


EXEC xp_logininfo 'BUILTIN\Administrators', 'members'

Ex. 2 Quais grupos o usuário faz parte:


EXEC xp_logininfo 'Domain\User', 'all'

FGID propery is incorrect


A algumas semanas o pessoal me ligou com um problema em uma base de um cliente.

A base possuia 180GB, divididos em 6 arquivos todos no FG Primary,,, Dois destes arquivos estavam em unidades que apresentaram problemas e o pessoal conseguiu recuperar utilizando aqueles programas de recuperação RAW.

Quando acessei o ambiente a base estava em modo Emergencial e não aceitava nenhuma interação, o errorlog mostrava que quando ele tentava ler a base apresentava erro 5172 que o cabeçalho do “arquivo X” não era um cabeçalho válido para um arquivo de banco de dados e que a propriedade de FGID era incorreta…

FGID

hhhhmmmm… isso não estava cheirando muito bem…

O melhor dos mundos seria recuperar a base utilizando um backup mais recente, movendo os arquivos para unidades de disco que estivessem integras, aplicar alguns LOG´s, todos felizes Smiley de boca aberta . boa noite e bons sonhos…

Mas não… ai não tem graça…

Backup? nada… nunca foi feito porque a base era grande e “deixava tudo lento”

HA? Cluster ou Mirror até mesmo log Shipping ??? um sonoro não…

OK… basicamente é um caso perdido… mas vamos ver o que da pra tentar fazer…

Usando um editor Hexadecimal abri o arquivos 03 e fui tentar entender o que ele estava reclamando com o header do arquivo… aí me deparo com isso:

03ndf_hex_erro

Uma beleza… basicamente o arquivo todo esta com problema… mas se eu conseguisse colocar a base pelo menos online talvez o CHECKDB conseguiria excluir a massa de dados com problema e partiriamos dali…

Abri o outro arquivo que o SQL havia conseguido carregar para comprar o conteúdo e era totalmente diferente… Feitas algumas modificações… consegui fazer o SQL mostrar outra mensagem de erro… “The PageAudit property is incorrect”

03ndf_hex_ok

Ta bom… relendo o arquivo o valor para 0×00 – Header Version – deve ser 0×01, o valor para 0×01 – m_type – deve ser entre 0×01 e 0×66, o valor de 0×04 – m_flagbits – não pode ser 0×02, o valor de 0×18 – m_objid – deve ser 0×63 ou superior e assim vai por uma parte…

Mas mesmo com as modificações, não consegui trazer a base online… Smiley triste

Em uma situação onde não existe nenhum backup, nenhum tipo de plano de contingência, não existe outra opção que traga a base de volta, o que sobra é: deixe o cracha na mesa, atualize seu curriculo (exclua esta empresa do CV) e perca a CTPS, dependendo do caso mude de cidade…

Hoje, não se justifica este tipo de descaso, o negócio depende de informação, de continuidade. Unidades de backup não são mais tão caras, podemos montar um ambiente razoavelmente barato com mirror, por exemplo, a baixo custo, existem opções. As pessoas só percebem o quanto a informação é imporante depois que perde.

2013 in review


The WordPress.com stats helper monkeys prepared a 2013 annual report for this blog.

Here’s an excerpt:

The concert hall at the Sydney Opera House holds 2,700 people. This blog was viewed about 11,000 times in 2013. If it were a concert at Sydney Opera House, it would take about 4 sold-out performances for that many people to see it.

Click here to see the complete report.

Challenge Accepted and Now Completed !!!


Vocês conhecem a expressão: “Mais feliz que pinto no lixo”? ou “Mais feliz que filho de barbeiro em quermesse”?

hoje recebi o seguinte email do pessoal da Microsoft:

MASTER

SIM !!! Depois de passar por todo o calvário desde o treinamento,,, ir algumas vezes até os EUA para fazer o exame teórico… consegui passar nas provas necessárias para a certificação…

Oficialmente….

achievement_unlocked1

20131119_170628

20131119_171016

e agora com o direito de ter um post no The Master Blog

Atualização !!!

E agora no link do Meet the Masters tem meu nome

Demorou mas agora ta no Transcript:

master

 

MCM – 88-970


Só tenho uma coisa pra dizer…

SQL Server 2008 Microsoft Certified Master: Knowledge Exam
PATH ITTS INFORMATION TECHNOLOGY E TELECOM SERVICE
XD4LAM50D9
Microsoft
(088-970)
Passed
17-Sep-2014
11:59 PM

agora que venha o LAB…

Remover permissão de pasta pública usando powershell


Um cliente pediu para remover a opção de criar sub-pastas de dentro das pastas públicas do Exchange 2010.

Ele possui +/- 6.500 usuários de AD (com contas de exchange) e um pouco mais de 9.000 pastas dentro das pastas públicas… cada sub-pasta tem uns 4 usuários diferentes…

Bom,,, dá pra fazer o trabalho pelo ECM ? claro… imagina quanto tempo o pessoal ia gastar removendo permissão 1 a 1,,, pasta a pasta,,, O pessoal pensou,,, e chegaram a conclusão de que 2 pessoas, 5 dias, 8 horas /dia, iriam conseguir terminar em +/- 6 semanas. Isso é meio que jogar tempo fora certo? levemente uma loucura? Então… o pessoal começou a fazer 1 a 1…

Depois de uns 3 dias de trabalho um deles perguntou se existia uma forma mais rápida de fazer esse trabalho,, e claro,, existe…

demorei 30 min montando o powershell abaixo,


$AllPublicFolders = Get-publicFolder '\Public Folder Base' -recurse #trocar aqui para a public folder que será a raiz da mudança
foreach($Pf in $AllPublicFolders ){
Get-PublicFolderClientPermission $Pf | Foreach{ Remove-PublicFolderClientPermission $_.Identity -User $_.User -AccessRights CreateSubfolders -Confirm:$False -erroraction 'silentlycontinue' }
}
# como existem usuários que vc nao pode trocar a permissao ele apresenta erro

# o comando de remove pede confirmacao para cada vez que e executado o -confirm:$false anula essa confirmacao


Basicamente o que ele faz:

  • Acessa uma public folder especifica e todas as sub-folders colocando em uma variável
  • para cada public folder  ele pega os usuários que tem permissão dentro dela e remove o direito de criar sub-folder
  • Não exibe mensagens de erro
  • suprime a necessidade de pressionar Y para cada remoção

O resultado foi bem legal… de +/- 6 semanas resolvemos tudo em +/- 3 horas.

Tocador de MP3 usando powershell


Agora no final da tarde tive uma ideia,,, será que da pra montar um tocador de mp3 usando powershell ??

a resposta:


$mediaPlayer = New-Object system.windows.media.mediaplayer
$path = "L:\arquivos\musicas" #nao esqueca de trocar aqui o caminho do diretorio das suas musicas
$files = Get-ChildItem -path $path -include *.mp3 -recurse

foreach($file in $files)
{
 "Tocando $($file.BaseName)"
 $mediaPlayer.open([uri]"$($file.fullname)")
 $mediaPlayer.Play()
 Start-Sleep -Seconds 30 #tem que especificar um tempo para ele tocar, estou tentando melhorar esta parte
 $mediaPlayer.Stop()
}

não é perfeito,, ainda estou trabalhando no fato de ter que colocar o tempo manualmente de espera… estou vendo se no objeto mediaplayer ele tem como contar o tempo total da musica e adicionar como sleep.. se conseguir eu atualizo o código…