AWS – VPN Server

Categories: AWS, Uncategorized, Windows

Existem vários motivos para você querer rotear sua saída de internet por outro local ao invés do seu ISP de costume, privacidade? segurança? acesso a outros conteúdos de mídia?

O motivo em si é irrelevante, hoje contamos com diversos serviços de VPN pagos e gratuitos muito bons por aí, mas da pra confiar neles? uma VPN é basicamente um contrato de mão dupla, você confia em uma ponta enquanto a outra ponta confia em você, é estabelecido um canal de criptografia entre essas duas pontas e os dados podem ou não ser roteados através desse canal, em uma visão simplista uma análise de tráfego ou scan de rede pode partir de uma das pontas para “analisar” o que encontra-se do outro lado, por isso, mesmo uma VPN meia-boca costuma ter firewall restringindo quem e da onde pode vir o tráfego, mas em dispositivos de celular isso é quase impossível.

Claro que existem serviços honestos de VPN por aí, pagos ou gratuitos, mas por que ariscar se você pode montar um para você,,, e de graça,,,

Pra começar é simples, crie uma conta na AWS.

Depois vamos usar o serviço de Marketplace:

Procure por OpenVPN Access Server

Escolha a opção de Continue to Subscribe

Aceite os termos

Muitos termos

é só esperar para ele ativar o serviço na sua conta

Basicamente terminada a subscrição agora vamos iniciar uma máquina EC2 com o OpenVPN, escolha o local onde você vai hospedar a máquina EC2, basicamente qualquer lugar do mundo dentro da nuvem da AWS serve.

eu disse que era grátis? foi mesmo,,, você tem que alterar o tipo de máquina que vai ser usada para hospedar o OpenVPN para o modelo t2.micro

nessa parte onde você troca a máquina.

Aqui vem um detalhe, esse ambiente é grátis por 1 ano, se você já usou esse serviço de EC2 da AWS alguma vez e não aparecer a que vai ser grátis então chegou até aqui a toa, eles vão te cobrar, mas cabaçada sua de não prestar atenção nos termos de uso dos serviços deles…

VPC e Subnet a sua escolha, o que importa são as regras de firewall e o IP valido que vai ser criado para a máquina.

Como você está criado a máquina através de um template, ele já vem com um conjunto de regras pré definidas.

Essa parte é importante, salve a chave para que você tenha acesso a essa máquina através de SSH.

Basicamente após clicar em “Launch” a AWS vai criar a máquina, na região, com regras de firewall e o OpenVPN para você.

Mas não acabou por aqui, afinal, você vai querer acessar essa VPN.

Para acessar essa VPN antes você vai precisar configurar ela, nada tão complicado,,, apenas preste atenção nos detalhes, eles são a grande diferença

Após a máquina iniciar, você terá um endereço de IP válido e uma entrada de DNS. Se você não esqueceu de liberar o seu IP lá na regra de firewall você deve conseguir acessar esse servidor.

Antes de sair tentando acessar pelo Browser e configurar as coisas, você precisa logar no servidor e aceitar aqueles contratos, que como TODOS fazemos lemos até o fim um a um,,,, um a um,,,

Para acessar o servidor não precisa de nenhuma ferramenta especial (caso você esteja usando pelo menos o Windows 10), nos Linux e Mac’s da vida o ssh vem por padrão, no Windows 10 pra cima também, se você está usando alguma coisa mais antiga, procura algum cliente de SSH.

Para acessar esse novo servidor você vai abrir o prompt/terminal/posh o raio que quiser e basicamente digitar:

ssh -i "aquele_arquivo_de_chave" ec2user@IP_ou_FQDN
se não der certo tenta como root mesmo
ssh -i "aquele_arquivo_de_chave" root@IP_ou_FQDN

Se tudo deu certo, deve aparecer a licença, leia com cuidado, tudinho, tintim por tintim,,, e se achar que está tudo bem aceita a licença.

Na primeira vez que você faz login no Servidor de Acesso, um assistente de configuração é executado para permitir que você configure os parâmetros de inicialização antes de poder acessar a interface web administrativa. Neste assistente, você especifica alguns detalhes da rede e define um usuário administrador.

Se você optar por usar o usuário openvpn padrão como usuário administrador, certifique-se de definir uma senha para ele antes de acessar a interface web de administração. Para definir uma senha, use o seguinte comando shell:

sudo senha openvpn

Para acessar a interface web, abra o endereço IP público que você atribuiu e faça login como o usuário administrador que você configurou. A URL da interface da web tem o seguinte formato: https://xxx.xxx.xxx.xxx/admin.

O login abre a página Visão geral do status, conforme mostrado na imagem a seguir. É aqui que você obtém a visão geral do status do dispositivo VPN. Você também pode usar este portal para ajustar a VPN, alterar as configurações de rede e gerenciar permissões e autenticação do usuário.

Por padrão, a VPN é configurada para funcionar no modo NAT (tradução de endereço de rede) da Camada 3. Nesse modo, os clientes VPN são atribuídos a uma sub-rede privada cujos IPs são atribuídos dinamicamente a partir do pool padrão 172.27.224.0/20 (CIDR), conforme mostrado na imagem a seguir.

Você pode alterar esse pool de IPs, mas esteja ciente de que o novo deve ser diferente das outras sub-redes utilizadas na sua rede. Você também pode configurar outra sub-rede privada usada para atribuir endereços IP estáticos a usuários específicos designados na página Permissões do usuário.

Para roteamento de rede, a opção padrão é Sim, usando NAT, conforme mostrado na imagem a seguir.

Para testar a VPN

Normalmente você precisa baixar um cliente VPN para os testes, a principal vantagem do OpenVPN é ele ter clientes para todos os SO’s e Mobiles do mercado.

baixe o cliente correto, ajuste a configuração de IP que você está usando como IP público e terá uma VPN saindo pelo lugar do mundo onde você fez deploy da maquina.

«

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *